Skip to content Skip to footer

O seu cliente mudou de comportamento

Espero que nesse momento que você esteja lendo, já tenha entendido que a questão SANITÁRIA é a mais importante para a reabertura. Se ainda estiver com alguma dúvida, leia o primeiro texto dessa série (LEIA AQUI). Lembre-se: não me preocupo com o “quando” mas com o “como” reabrir.

Lendo alguns dos vários artigos dos quais eu venho estudando para embasar as estratégias dos meus clientes, me deparei com alguns velhos (novos para mim) conceitos e queria abrir meu conteúdo aqui, a partir da Teoria do Cisne Negro.

Essa teoria é descrita como um acontecimento inesperado e raro com ramificações. Esses eventos são quase impossíveis de serem previstos e é, portanto, dificilmente mitigável. Entretanto, quando você olha com um certo distanciamento, você percebe que ele era óbvio e inevitável.

Uma pandemia desse jeito, era óbvia para muitas pessoas como Bill Gates na sua palestra no TED (ASSISTA AQUI) em 2015 intitulada “The next outbreak? We’re not ready” (“O próximo surto? Não estamos prontos”, traduzindo de forma literal).

Óbvio ou não, estamos participando da escrita de uma página no livro de história, como foi a Gripe Espanhola em 1918 – 1919.

Não vou ficar falando tanto do “NOVO CONSUMIDOR” pois estarei fazendo o que eu mais critico que é a melhoria do cocô. Você melhora algo externo, mas por dentro continua um cocô.

Pois bem, esse momento, pode ser dividido em fases. Me apropriei do conceito que está em um artigo na McKinsey (sendo os autores Kevin Sneader e Shubham Singhal), onde teremos cinco estágios nessa crise: RESOLUÇÃORESILIÊNCIARETORNOREIMAGINAÇÃO e REFORMA.

Não é meu objetivo aqui desmembrar cada uma (VEJA TODOS AQUI), mas dizer que Manaus está saindo da RESILIÊNCIA para o RETORNO, onde nesse estágio, novos e velhos conceitos terão que ser avaliados.

O volta para uma momento onde as empresas tenham a sua saúde financeira e operacional boa ainda está um pouco longe, mas é necessário começar a trabalhar nesse foco hoje! Precisamos dedicar algumas horas do dia para isso.

Nas últimas semanas você viveu o seu dia como se fosse um dia de cada vez, tomando decisões rápidas e testando tudo, certo?

Mas você já parou para pensar que isso veio para ficar?

Um modelo como esse já existia antes, isso nada mais é que conceitos de Startups, que, segundo o conceito mais aceito por especialistas e investidores, é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

OPA, sou EU (empresário) agora!

Separei aqui as ações por campo empresarial, baseado nos estudos da McKinsey (novamente, peça o link se quiser se aprofundar).

➡ Para garantir que sua empresa tenha uma posição estratégica.

🔘 Investimento em e-Commerce ou plataforma terceira, com o intuito de compensar a perda de receita vindo do distanciamento obrigatório após a abertura;

🔘 Ter uma cadeia de suprimentos flexíveis, já que para quem negociou contratos, sabe quem está contigo realmente;

🔘 Venda omnichannel e não ficar refém a somente um canal de vendas;

🔘 Repensar a sua estratégia de marketing

Um detalhe importante sobre isso, é em uma pesquisa da McKinsey com executivos, mais de 80% disseram que as decisões durante a o Covid-19 estão sendo tomadas mais rapidamente do que antes da crise e que as para tomada de decisões importantes, dois terços falaram que foram decididas entre 1-5 reuniões, algo que antes levava 6 a mais.

➡ Para a relação colaborador vs empresa

🔘 Entendimento de mudança e velocidade da execução;

🔘 Novas funções para novas posições, como em alguns varejistas os vendedores usaram suas redes sociais para se tornarem influenciadores da marca;

🔘 Acelerar a necessidade de conhecimento interno, especialistas, para contribuir na velocidade;

🔘 Consumidor exigindo mudança no comportamento na relação empregado-empregador, como a questão da segurança;

🔘 Força de trabalho mais flexível e conectada;

➡ O líder que toda consultoria falava que você precisa ser

🔘 Pensamento de Startup (Errar barato, corrigir rápido);

🔘 Decisões rápidas, alto risco e multifuncionais. Creio que nem preciso explicar pois é o que você está fazendo hoje;

🔘 Demonstrar determinação em meio à incerteza;

🔘 Mudar seu estilo de gerenciamento para colaborativo, em vez de “comando e controle”.

Velocidade de mudança é o caminho para você estar alinhado com a mudança de comportamento. Consolidar as mudanças positivas, precisam ser a sua prioridade a partir de agora.

Se chegou até aqui, marque o amigo ou amiga que precisa acompanhar essa série de conteúdos!!!